AUTORES

Junho 19 2015

ECONOMIA E POLÍTICA

A palavra ECONOMIA deriva do grego oikos, casa e nemos, lei. Por isso, esta palavra etimologicamente significa governo ou administração da casa. Ora, parece que este pormenor é muito desconhecido de muitos intelectuais da Economia, embora de vez em quando haja vozes mais sensatas, que dizem que governar um país é quase o mesmo que governar uma casa. É só uma questão de “volume de negócio”. Por causa do desconhecimento do que é uma boa Economia, as crises económicas de um país passam a ser também crises financeiras. Na vida de cada qual de nós ou de uma empresa, até pode haver, provisoriamente, uma boa situação económica e uma má situação financeira, o que tem um certo sabor a paradoxo.

Há aproximadamente setenta anos, no currículo escolar, a cadeira em que se estudava estes assuntos tinha o nome de ECONOMIA POLÍTICA. Ora, a palavra Política deriva do grego polis, cidade, e, então, ECONOMIA POLÍTICA quer significar governo ou administração da cidade, ou, por extensão de significado de “cidade”, governo da economia do país.

Modernamente, há muitos economistas que se arvoram em políticos e muitos políticos que se arvoram em economistas . Quase todos eles ignoram, ou põem de lado, o nobre significado de economia e de política. Não conhecem Jean Baptiste Say nem Adam Smith, cujas obras foram monumentos na sua época, no aspecto económico, e se calhar nunca ouviram falar de David Ricardo, um Mestre na área financeira. Este Mestre ousou contrariar Napoleão, por não estar de acordo com o seu sistema de impostos. Não se submeteu a uma Política (administração do país) que considerava errada.

Quase teríamos implantado o Céu na Terra, se toda a Economia fosse o que devia ser, não subordinada ao “politicamente correto”, e se toda a Política fosse o que devia ser, não subordinada ao proveito de uns tantos. Seria bom que todos os economistas soubessem muito de Política, e que todos os políticos soubessem muito de Economia porque, ao fim e ao cabo, Política e Economia são duas irmãs gémeas que visam, quando bem exercidas, a boa administração da casa, ou, como diria Adam Smith, “o progresso dos povos e a riqueza das Nações”.

                                                         laurindo.barbosa@gmail.com

publicado por Fri-luso às 15:54

Laurentino Sabrosa
Image Hosted by ImageShack.us
Europa
Europa
pesquisar