AUTORES

Maio 17 2013

 

POSTAL DE PARABÉNS AOS CASAIS QUE CELEBRAM O ANIVERSÁRIO DO SEU CASAMENTO

 

Prezados Aniversariantes

 

Suponho que sabem, mas permito-me lembrar-lhes que a palavra “trabalho” tem uma origem sinistra – deriva de “tripallium”, antigo instrumento de tortura. Parece paradoxal que tenhamos de amar o trabalho e dele viver. Por outro lado, também me permito lembrar-lhes que a palavra “cônjuge” também tem um significado à primeira vista pouco simpático, porque significa, na sua origem, “que sofre o mesmo jugo”. Também parece paradoxal que duas pessoas que se casam porque se amam, depois do belo título de noivos e nubentes, venham mudar de estatuto como se o casamento fosse um trabalho bastante ligado ao tripallium de antigamente.

 

E será de facto assim se faltar o amor e a simpatia. Porque “simpatia” não são apenas sorrisos e amabilidades sociais. “Ser simpático” é acima de tudo “compartilhar do sofrimento de alguém”. Venho dar as minhas felicitações por celebrardes mais um aniversário de casamento, sobretudo, porque sei que o vosso jugo de serem cônjuges não chega a ser jugo, porque o vosso trabalho não é “trabalho”, é manter a felicidade mútua e a dos outros, e a vossa simpatia é mesmo simpatia a minorar o sofrimento mútuo e o dos outros. É uma felicidade de vida que faz de vós sempre noivos.

Meus Amigos, amem-se profundamente. A felicidade do outro está acima da felicidade própria, e a felicidade própria decorre da felicidade do outro. Quando alguém morre a amar alguém que mora no seu coração, esse amor o sustenta numa vida eterna e gloriosa, porque assim como na morte a vida não acaba, apenas se transforma, o amor também ele é eterno e na morte não se apaga, apenas se transfere.

Sinceros desejos de muita saúde em longa vida. Em meu nome e em nome do AUTORES-2

laurindo.barbosa@gmail.com

publicado por Fri-luso às 13:43

Laurentino Sabrosa
Image Hosted by ImageShack.us
Europa
Europa
pesquisar